12 de nov de 2014

127. PRESIDENTE DA PRÓPRIA VIDA.


Em um dos estágios que minha filha passou, encontrou em sua mesa o seu nome com uma observação abaixo: Presidente (da sua própria vida). Foi uma brincadeira de boas vindas do colega e que achei genial. Pois é exatamente o que eu acredito e que busquei prepara-la para tal. Aos 19 anos, Gabi já havia passado por alguns estágios em áreas distintas para melhor conhecer a profissão que havia escolhido. Confesso que fiquei em conflito, pois desde os 17 já trabalhava, estudava, cuidava da casa e já começava a pagar as primeiras contas. Temi que estivesse pulando etapas. Porém, ao olhar para os jovens do primeiro mundo, via que eles faziam o mesmo percurso. Nós brasileiros somos mais protetores ou até exageradamente superprotetores. Foi então que Gabi recebeu uma proposta do trabalho dos seus sonhos e que havia batalhado por ele. Não era mais um estágio. Refletiu, trocamos muitas conversas, percebeu que a vida de adulto começara. Dirigiu-se ao empresário e lhe disse que estava lisonjeada com a proposta, mas que precisaria parar um pouco para refletir o rumo que queria dar a sua vida. Ele respondeu-lhe: “Voe...voe... e na volta pouse aqui.” E lá foi ela para a Austrália estudar, desenvolver novas habilidades, enquanto vivencia outra cultura, outros trabalhos, explora lugares e se conhece melhor. Ser presidente da própria vida também é processual. Prepare o seu filho desde pequeno para ir assumindo as suas escolhas, decisões, erros, problemas, conflitos. Não o abandone ou assuma por ele, mas seja seu parceiro-orientador nessa empreitada. E delicie-se com os frutos.





6 comentários:

  1. Anônimo11/13/2014

    Que maravilha Ligia! Voce alem de ser uma excelente professora é tambem uma mãezona. Parabens! Agora vou la ser presidente da minha vida. Beijos beijos
    Lea Santos

    ResponderExcluir
  2. Ligia Muito legal este conceito de presidir a própria vida. Além da leitura ser gostosa nos desperta para as questões do dia a dia e que rumos queremos dar às nossas vidas. Valiosas reflexões. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo11/13/2014

    Adorei o texto e a ideia. E esta era aquela menininha que ia as vezes na faculdade? Kkkk
    Profe, parabens a voce e a Gabi que sao duas guerreiras.
    Um beijo enorme
    Sil

    ResponderExcluir
  4. Meus olhos se encheram de lágrimas. Lágrimas que expressam a saudade que sinto, mas principalmente o privilégio que tenho em ter nascido nessa família e poder estar vivendo essa oportunidade. Muito obrigada por terem me ajudado e continuar ajudando a construir minhas asas e, por mais difícil que seja, obrigada por me deixarem voar.
    E como vocês sempre me ensinaram: a vida é minha. A remada que eu der no meu barco, vai direcioná-lo para lugares em que eu mesma irei passar. Que texto maravilhoso. Muito obrigada por tudo. Te amo

    ResponderExcluir
  5. Anônimo11/23/2014

    Sou fã desse quarteto: Base, amor, responsabilidade, auxílio, reflexões, compreensão e principalmente respeito. Elástico inquebrável. Congratulations. Bjs PatVal

    ResponderExcluir
  6. Tão bonito, Lígia! Tão inspirador! É isso mesmo que desejo para os meus filhos. Um beijinho para si e outro para a sua filha.

    ResponderExcluir