11 de mai de 2012

51- DIA DAS MÃES, QUE DIA É ESSE?


Sabemos que esta data é uma jogada de marketing das boas, como tantas outras datas “especiais”. Somos mães apenas no segundo domingo de Maio? Tudo bem, alguém deve estar me contestando: Mas não é bom? Juntamos a família, os filhos nos presenteiam, somos de certa forma mimada nesse dia. Basta ver a loucura que ficam os restaurantes de qualquer cidade. Hum... Será que nos veem como cozinheiras em dia de folga? E as propagandas? Tudo o que diz “do lar” é massacrado aos consumidores como excelentes presentes. Alto lá! É dia das mães!
O que tem sido ser mãe para a nossa sociedade e para cada uma de nós? Tem o consumismo nos ditado o que fazer e o que ser? E, no dia seguinte, o que será ser mãe?
Nunca vi definição de mãe que conseguisse dar conta do que realmente somos. Chego até a conclusão que não é possível definirmos. Que amor é esse que sentimos? Que capacidade de doação é essa que nos abraça? Que força é essa que nos impulsiona? Somos tudo em um único ser. Sem diploma conseguimos ser médica, enfermeira, nutricionista, contadora, administradora, psicóloga, pedagoga, advogada, dançarina, marqueteira, motorista, conselheira. Quem há de negar que somos tudo isso e muito mais? Transformaram-nos em um dia?
Mães, façamos valer todos os nossos dias e que eles sejam diariamente comemorados. Valorizemo-nos para sermos valorizadas. Felizes DIAS das mães!

Nenhum comentário:

Postar um comentário