22 de jul de 2015

157: MECÂNICAS SÃO AS MÁQUINAS, NÃO O SEU FILHO.


Inicie assistindo ao video.


A criança aprende por modelos. Isto é, imita o que consciente ou inconscientemente ensinamos. Já temos um alerta: Prestar atenção ao que ensinamos sem perceber. Além disso, caímos em armadilhas perigosas. É bem comum ver crianças dizendo bobagens e palavrões sem ter noção do que dizem. Apenas reproduzem o que ouvem. Mas, como os adultos riem da graça, elas tendem a repetir. Afinal, quem não quer ser reconhecido e valorizado? A criança também.  Mas, aprender mecanicamente não é bom. É mais fácil deformar a criança do que formá-la. Por que? Porque tiramos dela uma das coisas mais lindas que ela tem: a capacidade de pensar. A criança precisa refletir sobre as suas aprendizagens para inclusive construí-las, ressignificá-las, retê-las. A oração no vídeo abaixo é um bom exemplo. Observe que a mãe diz e a criança repete. Seria mais interessante se a mãe fizesse a sua oração e depois pedisse para a criança fazer a dela. A criança aprenderia a rezar, mas com o que lhe tem sentido. Lembro das minhas filhas agradecendo a Deus pelo travesseiro. Eu nunca teria esta ideia e grandeza! Mas, a criança do vídeo não repete tudo, não cede e tenta argumentar. Bravo! Ela está pensando sobre o que diz. Momento ideal para parar, “FILHOsofar” e entender o porquê da discordância. Mas a mãe não dá ouvidos, contorna a oração e só piora. Posso apostar que ela não gostou de estudar e ir à escola! Cuidemos. Criemos espaços e tempos para a criança pensar. Não a transformemos em máquinas de reprodução em busca de aplausos e aceitação. Amém?

8 comentários:

  1. Amém.
    Uau, que análise! Amei. Quão grata sou por ter sido educada por vocês. Te amo.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo7/23/2015

    Realmente subestimamos muito a capacidade de pensar das crianças. Obrigada Ligia por mais esta.
    Abraços
    Cris Santos

    ResponderExcluir
  3. Anônimo7/23/2015

    Prof Ligia, sempre achei incrível o seu olhar para o mundo. Parabéns minha eterna Mestra.
    beijo grande
    Fabi (Fafire)

    ResponderExcluir
  4. Grandes percepções, Profa Lígia. De fato devemos ensinar às crianças, não adestrá-las.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo7/24/2015

    Ligia, querida, cada vez mais admiro sua capacidade de análise. Vai direto na veia. Bjs
    Enedina Ferreira

    ResponderExcluir
  6. Anônimo7/24/2015

    Amém!
    Marilia Selva Santos

    ResponderExcluir
  7. Anônimo7/24/2015

    Muito bem pensado, excelente análise.
    Nice Lima

    ResponderExcluir
  8. Anônimo7/24/2015

    Muito bom Ligia. Então estou indo no caminho certo! Eu peço para Gigi iniciar a oração e depois eu complemento. A mesma coisa acontece quando vou ler algum livro infantil: leio e depois ela escolhe outro e "ler" para mim. A leitura das imagens estimula a imaginação e criatividade da criança.
    Um beijo e boa noite!
    Erika Costa

    ResponderExcluir