14 de mar de 2013

64- QUEIJO COR-DE-ROSA E ALGUMAS LIÇÕES


No ultimo video do novo projeto “Lígia Pacheco em 3 minutos” discutimos qual a melhor maneira de responder as perguntas das crianças com base no diálogo reflexivo, a fim de que ela resolva por si a sua curiosodade, construindo um conhecimento fortalecido e desenvolvendo várias outras habilidades. Todavia, nem sempre o diálogo é suficiente.  Veja esta bonitinha história e a fantástica attitude da mãe.
Lu tinha cerca de 4 anos. Toda a sua vida era rosa. Da camisola à escova de dentes, da mochila e roupas aos enfeites de cabelo. Rosa era definitivamente a sua cor favorita. Um dia chegou à mãe e pediu para comer queijo cor-de-rosa. A mãe achou graça, mas tentou desvendar o mistério. No diálogo travado com a filha descobriu que já o haviam comido em casa, e logo concluiu que estava havendo algum erro na cabecinha da criança. Levou-a à geladeira e mostrou o queijo do reino com sua capa rosa. Mas, a criança insistia: “Não, ele é todo cor-de-rosa!” Muitos adultos teriam desistido e terminado por aí dizendo não existir tal queijo. Mas esta mãe continuou bravamente. Levou a filha ao supermercado e a deixou explorar cada gôndola até encontrá-lo. A criança corria atenta e incansavelmente. Até que um grito ecoou no espaço: “Encontrei!!!” A mãe aliviada foi ao seu encontro. O queijo cor-de-rosa era um grande presunto. 
Parabéns à mãe que paciente e sabiamente ajudou a sua filha a lutar pelo o que quer, a desvendar as confusões, a resignificar o erro e a construir conhecimentos de forma prazerosa e efetiva. Bravo!

11 comentários:

  1. Anônimo3/15/2013

    Que linda história. Na verdade da criança existia o queijo rosa...rss. E parabéns a essa mãe e a vc por compartilhar tantos ensinamentos conosco. Adorei. Bjs. BF

    ResponderExcluir
  2. Acho que a fórmula amor+paciência é fundamental com crianças pequenas. Eu só fiquei pensando uma coisa, que talvez saia do foco do post: se o mundo dessa menininha era todo rosa, foi porque a mãe provavelmente só apresentou essa cor pra ela quando era menor. Acho isso um pouco triste, sabe? Meninas rosa x meninos azul. Luna tem um armário que parece saco de confete, de tão colorido.
    Beijos!
    Aline

    ResponderExcluir
  3. Anônimo3/18/2013

    CONCORDO ALINE CORTES. MUITOS MITOS CRIADOS EM TORNO DA SEXUALIDADE E COR E ASSIM POR DIANTE. AS VEZES OS PAIS SE PERDEM EM TABUS DO PASSADO E ESQUECE QUE OS TEMPOS MUDARAM. CARLA

    ResponderExcluir
  4. Anônimo3/18/2013

    PARABÉNS LIGIA PELO SEU TRABALHO. MUITO RICO E INOVADOR. CARLA

    ResponderExcluir
  5. Anônimo3/19/2013

    Verdade Aline e Carla. Se a criança vive o rosa é porque a ela está sendo apresentado mais o rosa. Isto vale para alimentos e qualquer outra coisa. Não fica claro porém, se a mãe está enfatizando a cor ao gênero. Mas, diversificar é sempre uma excelente opção.
    Obrigada Meninas pela colaboração.
    Lígia

    ResponderExcluir
  6. Anônimo3/25/2013

    LIGIA, DIVERSIDADE É A CHAVE HOJE. AGUARDANDO NOVAS PUBLICAÇÕES SUAS, ADOREI OS SEUS VÍDEOS DO YOUTUBE. MEU MARIDO ASSISTIU E JÁ COLOCOU ALGUMAS COISAS EM PRÁTICA RISOS. CARLA

    ResponderExcluir
  7. Anônimo3/26/2013

    Que historinha mais linda e educativa. Li pra minha neta de 06 anos e ela adorou. Estou adorando suas publicações. Estive na palestra do Fiesta e estou te seguindo agora, risos. Estou animada pra entrar no facebook, mas não tenho muito tempo, se decidir te pedirei amizade. Parabéns Ligia, é de colegas assim como você que estamos precisando na educação. Abraços Marli

    ResponderExcluir
  8. Anônimo3/26/2013

    Por indicação da minha mãe visitei seu blog e a revista, não vi ainda os seus vídeos do Youtube, mas verei em breve. Obrigada pelas dicas. Lindas as suas filhas. Beijos, Letícia.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo3/27/2013

    Não estou conseguindo comentar na Revista Pais e Filhos. Como faço? Alba

    ResponderExcluir
  10. Oi Alba, a Pais & Filhos mudou de plataforma, agora é UOL, e com isso apagou-se todos os curtis e comentários dos leitores, o que foi uma pena. Pois, os comentários eram geniais. Mas, em geral, vc deve escolher o perfil por onde enviará. Eu sempre escolho o facebook. Mas, vou mandar email para eles pedindo para que olhem. bj grande

    ResponderExcluir
  11. Olá CARLA. Fiquei feliz que apresentou o blog e videos para o marido e que ele já colocou em prática. Que delícia ler isto! Obrigada.
    Oi MARLI, que gostoso ler a história para a netinha. Tem outras por aí que ela também irá gostar. Aliás, quando a gente fica atenta à educação das crianças, histórias não nos faltam. um beijo a você a a netinha.
    Oi LETICIA, que mãe fofa a sua. Espero que o blog tenha proveito a vocês, e que bom tê-la seguindo.
    bj grande

    ResponderExcluir