4 de jun de 2013

70- POR QUE A CHINA OCUPA HOJE O 1º LUGAR NO PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes)?


Visitei escolas particulares e públicas em Pequim, Shangai e Hong Kong, além de participar de seminários com representantes do Ministério da Educação Chinesa. O que notei?
1. Eles recebem muito bem os seus convidados. Em todas as escolas havia um luminoso de boas vindas. E na maioria, tivemos apresentação de danças e músicas que divulgavam a sua cultura. 2. Eles tem plena consciência do que conquistaram, tem autoconfiança, sabem os desafios que os esperam e colocam prazos bem definidos para alcança-los. Inclusive já perceberam que muita pressão não tem ajudado na qualidade e estão revendo isso. 3. Entre a média mais baixa e a mais alta dos estudantes das escolas a diferença é mínima. Ou seja, todos os alunos são muito bons. 4. Bons, pois nota-se muita organização, disciplina, estudos individuais, investimento em estrutura, conteúdos acadêmicos, esportes e artes, além de muito apoio da família. 5. A concentração dos alunos é surpreendente. Entrávamos em salas de aulas de diferentes faixas etárias e os alunos não perdiam o foco. Fiquei a pensar em nossas crianças e na Ritalina (remédio para TDAH) cada vez mais presente em nossas salas de aula. 6. Ao perguntarmos como lidavam com a indisciplina, ficaram confusos ao responder. Logo notei que este problema não existe, pois não há espaço para ele. 7. Sempre fui avessa às premiações aos estudantes. E o que mais vi nas escolas eram troféus e divulgação dos melhores alunos nisso ou naquilo. Mas, gostei da intenção: usam a premiação para fortalecer a autoconfiança, o que facilita ao aluno desenvolver seus pontos mais fracos. 8. E o que achei mais maravilhoso: acreditam no potencial do aluno e investem para o seu desenvolvimento. Bem, nem tudo que vi gostei, mas gostei de muito do que vi.